A nova série da Rede Comuna traz uma abordagem bíblica para vencermos as batalhas contra nossos gigantes

Quando falamos no rei Davi, a história que primeiro nos vem à mente é a de sua batalha contra Golias. Para as crianças, inclusive, essa talvez seja uma das narrativas mais conhecidas. Mas, apesar de focarmos sempre no fato de que com uma pedra e uma funda o pequeno Davi venceu um gigante, há muito mais que podemos aprender com o que está descrito em 1 Samuel 17.

Davi acabou encontrando aquela situação porque foi enviado por seu pai, Jessé, para levar comida aos seus irmãos e trazer notícias sobre a batalha. Mas a crise começou muito antes disso. Mais precisamente, 40 dias antes:

Os filisteus reuniram seu exército para a batalha e acamparam em Efes-Damim, entre Socó, em Judá, e Azeca. Em resposta, Saul reuniu as tropas israelitas perto do vale de Elá. Assim, os filisteus e os israelitas ficaram frente a frente, em colinas opostas, com o vale entre eles. Então Golias, um guerreiro filisteu de Gate, saiu das fileiras do exército filisteu. Ele tinha 2,90 metros de altura, usava um capacete de bronze e vestia uma couraça de escamas de bronze que pesava sessenta quilos. Também usava caneleiras de bronze e carregava no ombro um dardo de bronze. A haste de sua lança era pesada e grossa, como o eixo de um tear, e a ponta de ferro da lança pesava cerca de sete quilos. Seu escudeiro caminhava à frente dele. Golias parou e gritou para as tropas israelitas: “Por que saíram todos para lutar? Eu sou filisteu, e vocês são servos de Saul. Escolham um homem para vir aqui e lutar comigo! Se ele me matar, seremos seus escravos. Mas, se eu o matar, vocês serão nossos escravos! Desafio hoje os exércitos de Israel. Mandem um homem para lutar comigo!”. Quando Saul e os israelitas ouviram isso, ficaram aterrorizados e muito abalados.”

I Samuel 17:1-11 (NVT)

Golias ficou por mais de um mês dizendo ao povo de Deus palavras que os desmoralizavam e geravam medo e dúvida em seus corações. Com as acusações, eles deveriam estar pensando: “Será que vamos vencer? Quem vai enfrentar esse gigante? Olhem o tamanho dele, como é grande. Nunca vi alguém vencer isso”.

Apesar dessa insegurança, no campo de batalha a situação era confortável. Todos estavam sendo intimidados pelas palavras de Golias, porém estavam em suas tendas, seguros em suas cabanas, recebendo alimento de suas famílias. O próprio rei Saul estava atrás das linhas dos seus soldados. Tudo estava bem, sem estar nada bem. A desmoralização e o medo os colocaram em um modo de conforto que Deus nunca quis que eles estivessem.

O problema é que o conforto é inimigo da fé. Ter fé exige ação e o conforto favorece o abatimento.

Nossos gigantes e a zona de conforto

Muitas vezes, nos encontramos em uma situação de conforto como a do povo de Deus, tolerando situações prejudiciais em nossas vidas, embora saibamos que isso claramente vai contra o plano de Deus. Até nos incomodamos porque sabemos que tem algo errado, mas mesmo assim acabamos abrigando isso dentro de nós, dos nossos pensamentos, dos nossos sentimentos. Acabamos nos acomodando.

E quando menos percebemos, isso se tornou uma rotina, se tornou uma base fundamental de quem somos. O nosso gigante se torna um hábito na forma como pensamos ou agimos. E aí ficamos como o exército israelita diante de Golias – imóveis, paralisados.

A questão é que Jesus não morreu na Cruz para nos tornar seguros, Ele morreu e ressuscitou para que vivêssemos uma nova vida de ousadia e poder através do Espírito Santo.

Quando Golias ameaçava o povo de Deus, Jesus ainda não havia vindo para a terra, mas Davi conhecia bem o Deus a quem servia. Ele tinha experiência com o Senhor, sabia quem iria livrá-lo, quem era o vencedor daquela batalha. Davi não estava com medo ou tentando a sorte, ele encarou Golias e entrou na batalha como um vencedor, porque sabia quem era por ele: “O Senhor que me livrou das garras do leão e do urso também me livrará desse filisteu” (1 Sm. 17.27).

O fim da história já conhecemos bem: Davi, mesmo contra todas as possibilidades, venceu Golias com apenas uma pedra.

A nova série da Rede Comuna

Quando encaramos os gigantes em nossa vida, não podemos olhar para essa narrativa bíblica nos enxergando como Davi. Precisamos nos lembrar de que Jesus Cristo é Davi. E é Ele quem venceu Golias e quem vence os desafios e dificuldades. É exatamente sobre isso que fala a nova série da Rede Comuna, “Golias deve cair”.

São seis mensagens falando sobre como vencemos gigantes como o medo, a rejeição, o conforto e a ira, confiando completamente no Senhor.

Além dos esboços, assim como em todas séries da Rede Comuna, você também tem acesso a slides e artes personalizáveis para usar com o logo da sua igreja local.

Um assunto extremamente importante para tratar e descobrir como colocar a confiança completamente em Deus. Nossos gigantes devem cair e, com Jesus, eles certamente irão.

Quer descobrir outros conteúdos que a Rede Comuna oferece para sua igreja local?